PROCURAR  
Hoje é 20 Jul 2018, 16:31

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]




Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 248 Mensagens ]  Ir para a página 1, 2, 3, 4, 5 ... 13  Próximo
Autor Mensagem
 Assunto do Tópico: Códice
MensagemEnviado: 30 Jul 2010, 11:23 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Neste tópico irei postar as entradas do Códice que eu traduzir no jogo. Todas as entradas também servirão para montar a página sobre Dragon Age no site da Balduran, bem como o walkthrough estará totalmente traduzido de acordo com a tradução. Manterei o tópico trancado para manter apenas as entradas no tópico. Qualquer dúvida, crítica ou sugestão, por favor criem um tópico específico :wink:

Obs.: As entradas do códice não seguem a ordem numérica do jogo.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 30 Jul 2010, 11:25 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Um conto da Mãe dos Deuses.

Elgar'nan havia derrotado seu pai, o sol, e tudo estava coberto pela escuridão. Orgulhoso de si, Elgar'nan procurou consolar sua mãe, a terra, substituindo tudo o que o sol havia destruído. Mas a terra sabia que sem o sol, nada poderia florescer. Ela sussurrou tal verdade para Elgar'nan, e exigiu que ele libertasse seu pai, mas o orgulho de Elgar'nan era grande, e sua vingança foi terrível, e ele se recusou.

Foi nesse momento que Mythal saiu repentinamente do mar das lágrimas da terra para o solo. Ela colocou sua mão na testa de Elgar'nan, e com o toque ele começou a se acalmar e a saber que sua ira o havia deixado erradio. Arrependido, Elgar'nan voltou ao local onde o sol fora enterrado e falou com ele. Elgar'nan disse que libertaria o sol se este prometesse ser gentil e que retornaria à terra todas as noites. O sol, com remorso do que havia feito, concordou.

E então o sol ascendeu novamente ao céu, e resplandeceu sua luz dourada sobre a terra. Elgar'nan e Mythal, com a ajuda da terra e do sol, trouxeram de volta à vida todas as coisas maravilhosas que o sol havia destruído, e elas floresceram e vicejaram. E naquela noite, quando o sol saiu para dormir, Mythal juntou a terra radiante em volta de sua cama, e a moldou na forma de uma esfera para ser colocada no céu, uma pálida reflexão da verdadeira glória do sol.

Do “O Conto do Toque de Mythal”, na concepção de Gisharel, Protetora do clã Ralaferin dos Valelfos.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Ago 2010, 09:40 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre o Bebedor de Vida.

Ninguém sabe ao certo de onde este amuleto veio. Tudo que temos é uma lenda:

Muito antes da Cidade Dourada tornar-se escura, vivia no Império Tevinter um mágico velho e frágil na corte do arconte. Ele era o último entre os magos da corte, o isqueiro de lamparina, cuja função era ascender todas as milhares de velas e apagá-las novamente quando o arconte se retirava para dormir. Ele era considerado um inútil por todos os magistrais mais influentes.

Mas ele estava apenas esperando sua hora.

Um dia, quando todos os magistrais do Império se reuniram no grande salão do arconte, o isqueiro de lamparina atacou. Ele conjurou uma tempestade de fogo massiva no salão na tentativa de assassinar todos aqueles que estavam reunidos e apoderar-se do próprio poder. A corte era composta pelos magos mais poderosos de Tevinter, e eles agiram rapidamente para destruir o pretenso usurpador, mas descobriram, para seu espanto, que sua magia não era párea para a do velho mago. Todo feitiço que eles lançaram fora rebatido, e os magistrais começaram a cair, um a um, até que apenas o próprio arconte e o isqueiro de lamparina ficassem de pé, presos em uma batalha de magia e determinação.

O arconte viu que a cada feitiço que lançava, o isqueiro de lamparina parecia enfraquecer e desvanecer um pouco mais. Ele então bombardeou o mago com um feitiço atrás do outro, até que nada além de entulho sobrasse do palácio, nada além de cadáveres sobrasse da corte, e nada do isqueiro de lamparina sobrasse além de um pêndulo dourado--o qual o arconte guardou para se lembrar que a traição poderia vir até mesmo das fontes mais inócuas.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 09 Ago 2010, 15:08 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre o caçador das profundezas comum.

“Um tolo confia em seus olhos. Um sábio teme que toda rocha seja um caçador das profundezas.”

--Ditado Anão.

Possivelmente a mais estranha de todas as criaturas encontradas nas Estradas Profundas é o caçador das profundezas. Tezpadam, como os anões o chamam, caça em bando, normalmente se enterrando no solo e então atacando quando suas presas estão bem no meio deles.

Os caçadores são de diversos tipos. Os cuspidores possuem glândulas venenosas e podem cuspir secreções que retardam ou machucam suas presas. Os saltadores se lançam sobre seus alvos, derrubando-os e facilitando o abate. A variedade mais comum assusta suas presas, deixando a infeliz vítima sem ação contra o restante do bando.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 16 Ago 2010, 11:07 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a ciência da convocação.

A segunda metade de um livro rasgado.

O símbolo de convocação se ascenderá com o ritual de iniciação. Se a ordem estiver incorreta, o ritual se reinicializará.

Exercício Um
-Recorra à fonte de convocação.
-Selecione a segunda passagem do Tomo de Personagens Espirituais, na segunda estante.
-Passe as mãos abertas pelas primeiras chamas de convocação (selecione as primeiras chamas).

Exercício Dois
-Recorra à fonte de convocação.
-Recite o Raro Chamado de Rodercoms, na primeira coluna das estantes de suporte.
-Coloque uma moeda de prata nos pés da estátua do Mago Gorvish.
-Passe as mãos abertas pelas segundas chamas de convocação.

Exercício Três
-Alerte o mago veterano sobre o início da lição.
-Recorra à fonte de convocação.
-Recite a segunda passagem do Grande Bestiário de Elvorn, textos selados, terceira área.
-Trace o símbolo escolhido na mesa comum da primeira área.
-Coloque um tufo de cabelo entre as páginas do Spiritorum Etherialis, à direita dos textos selados.
-Realize o Gesto de Callum (dois dedos) na estátua do Mago Gorvish.
-Aspire a cicuta seca do Filactério do Aprendiz, na primeira coluna das estantes de suporte.
-Passe as mãos abertas pelas terceiras chamas de convocação.

*****

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 24 Ago 2010, 11:31 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
O Braseiro Sagrado.

O braseiro que repousa no topo da escadaria do grande salão de nosso templo sempre foi algo misterioso para nós. Este é o braseiro que criou os seres que chamamos de espectros do pó. É aqui onde os seguidores de Andraste se sacrificavam e se tornavam os eternos guardiões de Seu templo.

Eu meticulosamente juntei pedaços de informações de velhos livros e dos contos e meias verdades passadas a nós por nossos antepassados. Eu acredito que agora entendo o ritual usado para criar os espectros. O braseiro era aceso com uma vela consagrada, cuja chama era tomada pelo fogo perpétuo que há muito consumiu a Própria Andraste. O discípulo escolhido jejuava e orava por semanas, ingerindo nada além de um gole de água por dia. Quando o discípulo estava finalmente pronto, ele colocaria em sua boca uma pérola negra lapidada, e entraria nas chamas. Na antiga Tevinter, pensava-se que as pérolas negras eram mágicas, capazes de impedir a alma de passar pelo Véu quando seguradas na boca no momento da morte.

Desta forma, os discípulos de Andraste consignavam-se a eterna chama; eles se tornavam pó e cinzas, e erguiam-se frequentemente para proteger a mais Amada do Criador.

--Do diário do Venerável Kolgrim.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 14 Set 2010, 16:37 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre o Halla.

Nenhuma criatura é mais reverenciada pelos Valelfos do que o Halla. Nenhum outro animal tem o seu próprio deus. Esses veados brancos são muito maiores do que a gazela comum, e os protetores Valelfos dos halla esculpem seus cornos na medida que eles crescem, curvando-os em intrincadas formas. Em eras antigas, tais veados carregavam cavaleiros élficos em combate, mas desde a queda dos Vales, eles pouco são usados como montaria e mais para puxar aravels.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 22 Set 2010, 11:17 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Uma profetisa nata.

Quando a profetisa Andraste e seu marido Maferath chegaram à vanguarda da horda bárbara, a Tevinter sulista foi lançada ao caos. O Império havia se defendido de invasões no passado, mas agora ele estava sem a proteção de seus deuses, com seu exército em frangalhos e seu país devastado pelo Flagelo. Muitos acreditaram que a ocasião da invasão era outro dos milagres do Criador na campanha de Andraste para espalhar a Sua palavra divina.

Afinal, Andraste era mais do que a simples esposa de um chefe de guerra--ela também era a noiva do Criador. Extasiado com o som melódico de sua voz enquanto cantarolava aos céus por orientações, o Próprio Criador apareceu para Andraste e lhe convidou para vir com Ele, deixando para trás o mundo imperfeito da humanidade. Em seu juízo, Andraste suplicou para o Criador retornar ao Seu povo e criar a felicidade no mundo dos homens. O Criador concordou, mas apenas se todo o mundo se voltasse contra a adoração de falsos deuses e aceitasse os Seus mandamentos divinos.

Armada com o conhecimento de um deus verdadeiro, Andraste iniciou a Marcha Exaltada no Império enfraquecido. Um dos mandamentos do Criador, que a magia deve servir ao homem ao invés de controlá-lo, era como mel para as almas dos tiranizados de Tevinter, que viviam sob o domínio dos magistrais.

Notícias da Marcha Exaltada de Andraste, de seus milagres e de seus sucessos militares, percorreram longas distâncias. Aqueles no Império que sentiram que os deuses antigos os haviam abandonados zelosamente ouviram as palavras do Criador. Aquelas multidões de cidadãos indóceis que destruíam templos agora o faziam em nome do Criador e de Sua profetisa, Andraste. Conforme os exércitos de Maferath conquistavam as terras da Tevinter sulista, as palavras de Andraste também conquistavam corações.

É dito que o Criador sorriu para o mundo na Batalha dos Campos Valarianos, nos quais as forças de Maferath desafiaram e derrotaram o maior exército que Tevinter podia reunir. As fronteiras do sul do poderoso Império agora estavam à mercê dos bárbaros. A fé no Criador, apoiada em tais milagres, ameaçou abalar os alicerces do Império.

Porém, o coração humano é mais poderoso do que a maior arma, e quando ferido, é capaz de fazer as coisas mais sombrias.

Do "Contos da Destruição de Thedas" por Irmão Genitivi, estudioso do Chantre.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 29 Set 2010, 12:17 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Uma explicação da grande árvore do gueto.

A maioria dos antigos costumes se foi. Cada geração esquece um pouco mais da velha língua, um pouco mais das tradições. E as poucas coisas que mantemos se tornam simples hábitos, cujo significado há muito desvaneceu.

O mesmo aconteceu com a vhenadahl, a árvore do povo. Todo gueto tem uma, me disseram. Ou costumava ter. Quando eu era uma garotinha, minha mãe me contou que a árvore era um símbolo de Arlathan, mas nem mesmo ela sabia mais que isso. Manter a vhenadahl é apenas um hábito, agora. Muitas cidades deixam a sua secar e morrer, cortando-a para obter lenha. Perda pequena.

--Sarethia, hahren do Gueto de Semprealto.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 25 Out 2010, 11:52 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Um sermão de integridade.

A fraqueza da determinação mortal é a maior falha de todas as crianças do Criador. Nos desvencilhamos de nossa honra como se ela tivesse um valor desprezível. Nós não entendemos o que é a integridade ou o quanto ela realmente vale. A partir dessa ignorância, nasceu o pecado original.

Em algum momento, cada um de nós já pensou, “O que importa se eu mantenho minha integridade? Eu sou apenas um mero mortal. Sou fraco.” Quão cegos todos nós somos! A virtude de um único escravo destruiu o Império Tevinter. A desonra de um único homem afastou o Criador para longe de nós. Digo-te uma coisa, nada além da integridade de nossos corações ganhará de volta o amor do Criador por nós. É todo o poder que nós possuiremos para mudar este mundo para o bem ou para o mal.

--De um sermão de integridade.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 03 Nov 2010, 11:25 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Um pouco sobre o Véu.

Eu detesto essa noção de que o Véu é algum tipo de "cortina" invisível que separa o mundo dos vivos do mundo dos espíritos (se ele é chamado de Desvanecer ou Outro Mundo é uma questão de política racial que eu me recuso a comentar no momento). Não existe essa coisa de "este lado" e "aquele lado" quando se trata do Véu. Não se pode pensar dele como uma coisa física ou uma barreira ou até mesmo uma "parede de luz sagrada cintilante" (muito obrigado por essa imagem, Vossa Perfeição).

Pelo contrário, pense no Véu como sendo o abrir dos olhos.

Antes de você abri-los, você enxergava nosso mundo como você o enxerga agora: estático, sólido, imutável. Agora que eles estão abertos, você enxerga nosso mundo como os espíritos o fazem: caótico, inconstante, um reino onde o imaginado e o lembrado têm tanta substância quanto o que é real, de fato. Um espírito vê tudo o que está definido pela vontade e memória, e é por isso que eles ficam tão perdidos quando cruzam o Véu. Em nosso mundo, a imaginação não tem substância. Os objetos existem independentemente de como nós lembramos deles ou que emoções associamos a eles. Apenas os magos possuem o poder para alterar o mundo com suas mentes, e talvez isso forme a natureza da atração de um demônio por eles – quem sabe?

Não obstante, o ato de passar pelo Véu é muito mais sobre alterar as percepções de alguém do que uma transição física. O Véu é uma ideia, é o ato da própria transição, e apenas o fato dos seres vivos e os espíritos acharem a transição difícil é que dá ao Véu qualquer crédito como sendo uma barreira física.

--Do Uma Dissertação do Desvanecer como sendo uma Manifestação Física, por Mareno, Encantador veterano do Círculo dos Magos de Minrathous, 6:55 Aço.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 11 Nov 2010, 16:48 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a prisão de Aeonar.

Quando o Império ocupou a área que hoje é Ferelden, ele possuía dois campos dedicados à experimentação mágica nos extremos da Estrada Imperial. Aquele ao sul era a fortaleza de Ostagar, a qual vigiava os Ermos Korcari. O do norte era Aeonar, embora a exata localização é agora um segredo conhecido apenas por um punhado de Templários.

Seja lá o que os Tevinterianos estavam tentando descobrir em Aeonar, seu trabalho nunca foi completado. A fortaleza fora devastada pelos discípulos de Andraste quando estes souberam das notícias de sua morte. De acordo com a lenda, foi um massacre--sinistramente silencioso, pois os invasores pegaram os magos enquanto apenas um deles estava no Desvanecer.

O campo foi deixado estruturalmente intacto mas espiritualmente danificado. É possível que por causa disso o Chantre tenha escolhido usá-lo como uma prisão. Bruxos e apóstatas acusados são mantidos nos confins de Aeonar. Aqueles que possuem uma conexão poderosa com o Desvanecer, e particularmente com demônios, irão inevitavelmente atrair algo através do Véu, tornando a punição mais palatável aos olhos do inocente.

--Do Fogos, Círculos, e Templários: Uma História de Magia no Chantre, por Irmã Petrine, estudiosa do Chantre.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 18 Nov 2010, 10:36 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a estrutura política de Orzammar.

Assim como é perigoso confundir a casta de um anão, é ainda mais letal confundir suas alianças entre as casas nobres de Orzammar. Todos na cidade estão aliados a alguém, seja por sangue ou por palavra. Os nobres não tratam do comércio diretamente, já que este pertence ao domínio da Casta Comerciante, mas eles servem como patronos. Eles investem em lojas ou em trabalhos de artesões, e em troca ceifam uma parte dos lucros e do crédito. Tanto comerciantes quanto guerreiros se beneficiam do serviço de um patrono de prestígio.

O poder relativo de cada casa está sempre mudando. Normalmente é seguro se pensar que, qualquer que seja a casa que ocupa o trono, é ela que está no topo do monte, mas abaixo dela as coisas crescem em uma ordem confusa. As casas se aliam com outras pelo casamento. Elas ganham distinção e prestígio quando combatentes leais a ela, ou de sua própria linhagem, ganham Provações. Elas ganham quando artesões que elas patrocinam se tornam procurados ou respeitados, ou quando os comerciantes que elas investem se tornam bem sucedidos. Os degraus de poder que essas proezas conferem são tão sombrios, até mesmo para os anões, que não é incomum para os nobres desafiarem-se nas Provações sobre quais forjas o cinto melhor se afivela, ou quais criados têm os melhores modos. Nem é estranho encontrar dois comerciantes discutindo sobre qual patrono nobre tem mais aclamação, pois a graduação do patrono é a graduação do cliente.

Em nenhum outro lugar isso fica mais aparente do que na Assembleia, onde os deshyrs, representantes de cada casa nobre, se encontram. Embora o rei tecnicamente governe Orzammar, ele é eleito pela Assembleia, e por isso precisa trabalhar constantemente para manter o suporte dos deshyrs. Reis que se mostrem impopulares descobrem que seus herdeiros são considerados inaceitáveis para herdar o trono. O poder então passa para outra casa.


--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 26 Nov 2010, 10:05 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
O diário de Trian Aeducan.

21 Ferventis: Notei Gorim correndo por aí tentando deixar as partes da armadura cerimonial dos meus irmãos prontas para o banquete. Parei-o e lhe perguntei como as preparações estavam indo. Ele mencionou que um dos braçais continha uma mancha. Fiquei impressionado com a dedicação dele. Ele é lealíssimo a nossa família.

23 Ferventis: Estava indo discutir o tratado com Pai quando cruzei com um mensageiro que aguardava no saguão. Quando perguntado por que ele estava perdendo tempo no palácio real, ele murmurou alguma coisa sobre um presente para o "novo comandante" e me pediu (quase implorou) para que entregasse alguns objetos para os meus irmãos. Eu! O herdeiro do trono de Orzammar não faz serviços para um mensageiro! Ele devia ser novo no trabalho. Eu o teria expulsado; entretanto, ainda estava bobo com tamanho atrevimento.

Descobri depois que Bhelen disse ao mensageiro que a maneira mais rápida de entregar as coisas aos nossos irmãos era através de mim e o fez esperar até que eu aparecesse. É tão inconveniente para um príncipe de Orzammar passar por tais malícias. Ele precisa crescer e entender que, sendo da realeza, ele tem responsabilidades.

24 Ferventis: Encontrei a pequena... companheira de Bhelen (de novo!) espreitando nos corredores do lado de fora de seu quarto nesta manhã. Devia estar tentando furtar algo, ou já o havia feito. O peitilho parecia mais cheio do que o da maioria das damas decentes. Algumas joias escondidas no corpete? De qualquer forma, fingi que não a vi. Teria sido desagradável do contrário. Gostaria que Bhelen a mantivesse confinada em seu quarto, se ela tiver que ficar por aqui. Irmãozinho está muito preocupado com diversão e prazer e levando com pouca seriedade suas obrigações como príncipe. Tenho que falar com ele sobre disciplina quando tiver tempo. Infelizmente, estou muito ocupado com as tarefas que o Pai colocou sobre os meus ombros.

26 Ferventis: Lembrei de mandar um pequeno gesto de gratidão a Jaylia Helmi. A aliança entre Helmi e Aeducan deve ser mantida intacta. A senhora Jaylia certamente aceitará minha proposta de casamento já que serei rei cedo ou tarde, mas não dói nada ser educado e mantê-la feliz. Ouvi que há alguns andarilhos terrestres vendendo sedas. Talvez eu lhe envie alguma coisa bela. Cor favorita de Jaylia: Turquesa.

28 Ferventis: Ouvi falar sobre Provações estarem ocorrendo em honra de nossos irmãos. Eles não faziam Provações a mim na minha primeira comissão, e eu sou o herdeiro! O que está acontecendo? Tenho que observar essas Provações, fazer sentir a presença. Orzammar não pode esquecer que eu serei seu próximo rei.

--Do diário de Trian Aeducan.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 03 Dez 2010, 14:45 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a planta da cidade de Orzammar.

Os anões são enaltecidos por sua habilidade de criação, e a cidade de Orzammar é um de seus trabalhos mais belos. Orzammar repousa no coração das Montanhas do Dorso Congelado, bem nas profundezas. A cidade se curva externamente do palácio real, a qual está construído ao redor de uma vazão natural de lava que continuamente lança rocha líquida, iluminando e aquecendo a caverna inteira.

A fileira mais alta de Orzammar é o lar da casta nobre, com seus palácios espalhados em ambas direções da corte do rei, como também do Arquivo dos Moldes, que serve como repositório de todo conhecimento anão.

Na fileira mais baixa está a Terra Comum, onde a casta comerciante domina e onde os trabalhos mais belos dos artesãos de Orzammar são postos à venda. No centro do rio de lava, conectada a Terra Comum por um passadiço, estão os Solos da Provação, uma arena sagrada onde os anões, por tradição antiga, decidem suas disputas.

Em um dos lados do rio de fogo estão as ruínas dos velhos palácios anões, tombados em estado precário, os quais os anões locais chamam de Cidade da Poeira, agora lar dos sem-casta. Do outro lado do rio estão as Estradas Profundas, as quais uniam o vasto império anão, mas que agora, após séculos de incursões das proles das trevas, estão basicamente seladas. Quase todo o conhecimento dessa rede de passagens subterrâneas fora perdido até mesmo por seus construtores.

--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 10 Dez 2010, 11:06 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre os Sombras do Império.

Os Corvos de Antiva podem ser os assassinos mais famosos e caros de Thedas, mas eles não são os mais ativos. Tal honra duvidosa pertence aos Sombras do Império, o núcleo particular de assassinos empregado pelo trono de Orlais.

Quase que exclusivamente, os Sombras do Império trabalham contra famílias nobres em Val Royeaux. Ninguém sabe quem eles são, nem mesmo o imperador assentado, e alguns da corte os consideram apenas um mito. Os assassinos passaram para a vida aristocrática trabalhando como criados, damas de honra e, em uma ocasião notória, como o próprio camareiro.

Esta armadura foi feita para ser usada pelos Sombras sempre que o Grande Jogo tivesse de ser improvisado.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 18 Jan 2011, 14:35 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Uma explicação das políticas de Ferelden.

Para nossos vizinhos, Ferelden parece totalmente caótica. Ao contrário de outras monarquias, o poder não descende de nosso trono. Ao invés disso, ele ascende com o suporte dos possuidores de propriedades livres.

Cada proprietário escolhe o bann ou arl para o qual devota lealdade. Tipicamente, tal escolha é baseada na proximidade da propriedade do castelo do senhorio, pois é inútil pagar pela manutenção de soldados que chegarão a sua terra tardiamente para defendê-la. Para a maioria, cada geração de proprietários tenta a sorte com o mesmo bann que seus pais devotavam, mas as coisas mudam. Nenhum juramento formal é feito, e não é raro, especialmente no espinhoso Bannorn central, os banns excluírem proprietários de sua vizinhança--uma prática que inevitavelmente produz feudos que duram por anos.

Teyrns erguem-se entre os banns, líderes de guerra que, nos primórdios, obtiveram poder suficiente para se mover a outros banns para pregar vassalagem sobre eles. Havia muitos teyrns nos dias que antecederam Rei Calenhad, mas ele teve êxito em reduzi-los para apenas dois: Gwaren ao sul, e Semprealto ao norte. Esses teyrns ainda mantêm os juramentos de banns e arls a quem eles podem recorrer para o caso de guerra ou desastre, e, similarmente, os teyrns ainda detêm responsabilidade para defender aqueles devotados a eles.

Os arls foram estabelecidos pelos teyrns, sendo-lhes dados comandos de fortificações que não poderiam ser supervisionadas nem pelos próprios teyrns. Ao contrário dos teyrns, os arls não têm banns devotados a eles, sendo banns de prestígio sem afetação.

O rei é, em essência, o mais poderoso dos teyrns. Embora Denerim fosse originalmente o teyrnir do rei, ela fora reduzida a condição de arl, já que o domínio do rei se estende agora sobre toda Ferelden. Mas até mesmo o poder do rei deve vir dos banns.

Em nenhum lugar isso fica mais evidente do que durante o Encontro das Províncias, um conselho anual no qual todos os nobres de Ferelden se reúnem, mantido por quase três mil anos exceto durante interrupções por Flagelos e invasões. A visão de um rei pedindo por--e trabalhando para ter--suporte dos homens “menores” é fonte de constante espanto dos embaixadores estrangeiros.

--Do Ferelden: Folclore e História, por Irmã Petrine, estudiosa do Chantre.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 04 Fev 2011, 15:44 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a Sorte de Thorval.

Sir Thorval de Rainesfere foi o sexto filho de um sexto filho, uma criança azarada. Isso ficou demonstrado em seu décimo terceiro aniversário, quando ele por muito pouco não foi atropelado por uma carroça, apenas para uma árvore cair sobre ele. Também ficou demonstrado no dia de seu casamento, quando sua esposa fugiu com um anão nômade tratante.

Mas em nenhum outro lugar ficou tão patente seu azar do que no campo de batalha. Embora sem igual entre os cavaleiros de Rainesfere e imbatível nos torneios de Penhasco Vermelho e Colinas Ocidentais, Sir Thorval era perseguido pelo prejuízo, pois todas as armas que ele levou para batalha quebraram. Todos os escudos racharam. Ele ganhou para si honra e ovação... e uma tremenda conta de ferraria já que ele procurava por armas mais fortes e escudos mais resistentes para substituir suas perdas.

Um dia, enquanto cavalgava para um torneio em Denerim, o cavalo de Thorval deu um passo em falso, lançando o cavaleiro de cabeça na cavidade de um toco. Quando ele voltou a si, ele encontrou seu nariz próximo a pesada cabeça de ferro de um enorme martelo de guerra. Como sua espada, logicamente, havia se estilhaçado na queda, Thorval a substituiu pelo martelo.

Era bastante heterodoxo para um cavaleiro utilizar um martelo em um torneio, mas Thorval venceu suas partidas facilmente. E o martelo até mesmo sobreviveu. Daquele dia em diante, ele não usou outra arma. Quando ele morreu muitos anos depois, ele deixou o martelo para o seu sexto filho, Anselm, o qual rapidamente o perdeu.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 11 Fev 2011, 16:26 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Porco Espírito

Equivalente a de um comedor das profundezas do Desvanecer, a goela do Porco Espírito pode conter joias menores, presumidamente misturadas a partir dos elementos etéreos do Desvanecer. Tais criaturas não conseguem sobreviver no reino mortal sem a intervenção de um convocador.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 22 Fev 2011, 18:41 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5800

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Um conto de dois anéis.

Arconte Darinius de Tevinter viajou para o reino sem luz dos anões e lá forjou um pacto com Endrin Martelo-de-pedra, senhor do império anão. Como símbolo de seu pacto, Endrin deu ao arconte um par de anéis--um que brilhava como a estrela vespertina, e um tão luminoso quanto o alvorecer. Enquanto os anéis permanecessem unidos, Darinius nada precisaria temer, pois a amizade dos anões é uma espada e escudo poderosos.

O arconte usou os anéis do Alvorecer e Anoitecer por 20 anos, jamais os removendo, e quando ele morreu, eles foram cortados de seus dedos pelos magistrais que brigavam pelo seu trono vago, e então separados e finalmente perdidos.

--De um livro outrora na posse de um eremita.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Mostrar mensagens anteriores:  Organizar por  
Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 248 Mensagens ]  Ir para a página 1, 2, 3, 4, 5 ... 13  Próximo

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante


Você não pode criar novos tópicos neste fórum
Você não pode responder tópicos neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode enviar anexos neste fórum

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil