PROCURAR  
Hoje é 16 Dez 2018, 17:33

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]




Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 248 Mensagens ]  Ir para a página Anterior  1 ... 8, 9, 10, 11, 12, 13  Próximo
Autor Mensagem
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:44 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Da Balada de Ayesleigh.

o vento que agita
suas covas rasas
carrega sua canção
através das areias

marque nossas palavras
ouça nosso grito
os cinzentos estão jurados
em paz permanecemos

marque nossas palavras
ouça nosso grito
nossas vidas revocadas
não podemos morrer

quando a escuridão chegar
e engolir a luz
marque nossas palavras
e nós nos levantaremos

--Da Balada de Ayesleigh, que dizem ter sido escrita após a Batalha de Ayesleigh, a qual colocou um fim no Quarto Flagelo, 5:20 Exaltada.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:45 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Um conto da Deusa dos Halla.

Eles dizem que Ghilan'nain foi uma do Povo, nos dias que antecederam Arlathan, e a escolhida de Andruil a Caçadora. Ela era muito bonita--com cabelos de neve branca--e graciosa como uma gazela. Ela sempre manteve os Ensinamentos de Andruil, e Andruil a estimou mais do que todos os outros.

Um dia, enquanto caçava na floresta, Ghilan'nain cruzou com um caçador que ela não conhecia. Havia um falcão em seus pés, com uma flecha atravessada em seu coração. Ghilan'nain se encheu de raiva, pois o falcão--assim como a lebre--é um animal muito amado de Andruil. Ghilan'nain exigiu que o caçador fizesse uma oferta a Andruil, em troca de ter tirado a vida de uma de suas criaturas. O caçador se recusou, e Ghilan'nain pediu para a deusa amaldiçoá-lo para que ele nunca mais pudesse caçar e matar uma criatura viva.

A maldição de Ghilan'nain entrou em ação, e o caçador descobriu que ele era incapaz de caçar. Sua presa fugiria rapidamente e suas flechas desencaminhar-se-iam. Seus amigos e sua família começariam a caçoar dele por sua impotência, pois qual o uso de um caçador que não pode caçar? Envergonhado, o caçador jurou que encontraria Ghilan'nain e a faria pagar pelo o que ela o havia feito.

Ele encontrou Ghilan'nain enquanto ela caçava com suas irmãs, e a atraiu para longe delas com mentiras e falsas palavras. Ele disse a Ghilan'nain que havia aprendido a lição e a implorou para que fosse com ele para que ela pudesse ensiná-lo a como fazer uma oferta adequada a Andruil. Comovida com o argumento, Ghilan'nain seguiu o caçador, e quando eles estavam longe de todas as irmãs dela, o caçador se voltou para Ghilan'nain. Ele primeiro a cegou, e então a amarrou como alguém amarraria uma presa recém morta de uma caçada. Mas como ele estava amaldiçoado, o caçador não podia matá-la. Ao invés disso ele a deixou para morrer na floresta.

E Ghilan'nain orou aos deuses por ajuda. Ela orou para Elgar'nan por vingança, a Mãe Mythal para protegê-la, mas acima de tudo ela orou para Andruil. Andruil enviou lebres ao encontro de Ghilan'nain e elas mastigaram as cordas que a prendiam, mas Ghilan'nain ainda estava ferida e cega, e não conseguia encontrar o caminho para sua casa. Então Andruil a transformou em uma linda veada branca--a primeira halla. E Ghilan'nain encontrou seu caminho de volta para suas irmãs, e as levou até o caçador, que foi levado à justiça.

E desde então, os halla têm guiado as pessoas, e jamais nos deixaram perdidos, pois eles respondem a voz de Ghilan'nain.

--Do "O Conto de Ghilan'nain", como contado por Gisharel, Protetora do clã Ralaferin dos Valelfos.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:45 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a religião dos anões.

O Canto da Luz quase nunca é ouvido nos corredores de Orzammar. E isso não é surpresa, pois, ao contrário dos elfos, que foram literalmente abandonados por seus deuses, ou os Tevinterianos, que adoravam dragões, os anões não têm qualquer deus.

Até mesmo a ideia de adoração é alheia em Orzammar. Ao invés disso, os anões parecem venerar “a Pedra”, um nome que eles deram a própria terra. Isso parece prático para um povo que vive no subterrâneo, ainda que pouco criativo.

Para obterem orientação em assuntos espirituais, eles recorrem aos seus ancestrais. Tais ancestrais, que dizem terem retornado a Pedra, comunicam seus desejos aos vivos através de testes de combate chamados de Provações. A sabedoria coletiva dos ancestrais é mantida pelo Arquivo dos Moldes, o qual aparentemente consegue guardar registros no próprio lyrium.

Acima dos ancestrais, e acima até mesmo do próprio rei, estão os Modelos--anões que alcançaram tanta grandeza que são quase elevados à divindade. Eles são as grandes imagens segurando o corredor que leva a superfície, o primeiro vislumbre que os forasteiros veem de Orzammar.

--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:46 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Acerca dos espíritos.

"Uma grande parte é composta dos mais poderosos demônios, aqueles que criam abominações, e aqueles que mudaram a história de Thedas. Normalmente se esquece que nem todos os demônios são seres que impõem respeito. Alguns que escapam pelas fendas do Véu para o nosso mundo são conhecidos como espíritos, um fragmento do que já foram. Um espírito é um demônio que perdeu seus poderes: ou porque existiu em nosso mundo por muito tempo sem encontrar um hospedeiro, ou porque foi destruído--geralmente, conforme descobrimos, por outros demônios. O que sobra de sua mente se apega firmemente a concepção que o criou--um ódio de todas as coisas vivas.

Embora sua habilidade de atacar uma criatura seja limitada, tais espíritos geralmente atacam sem pensar duas vezes quando encontrados no Desvanecer. No mundo dos vivos, eles têm sido conhecidos por maliciosamente atrair os vivos para áreas perigosas, sendo confundidos com lanternas ou outras fontes civilizadas de luz. Isso, no entanto, parece ser o próprio limite de sua astúcia."

--Do diário do primeiro Encantador Veterano Maleus, então do Círculo de Rivain, declarado apóstata em 9:20 Dragão.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:47 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a Rainha Anora de Ferelden.

"Foi-nos dada a dádiva da liberdade por nossos modestos. Não vamos desperdiçá-la."

A única filha do herói de guerra Loghain Mac Tir, Anora nunca foi de ficar calada em segundo plano. É de conhecimento de todos que nos cinco anos em que Anora e Cailan ocuparam o trono juntos, era ela quem mandava. Ela é tida com muito mais consideração pelo povo de Ferelden do que seu marido, tanto pela nobreza quanto pelos camponeses, e comanda o respeito até mesmo entre nações estrangeiras, tendo inspirado uma vez a Imperatriz Celene de Orlais em declarar que "Anora de Ferelden é uma rosa solitária entre arbustos."

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:48 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Informação sobre genlocks.

Essas são as proles das trevas mais comuns no subterrâneo. Fortes e vigorosos, os genlocks são notoriamente difíceis de matar, mesmo com magia.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:49 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre Sten.

"Ou você tem uma memória invejável, ou uma vida desprezível, para não saber nada sobre remorso."

As ilhas setentrionais são remotas: selvas viçosas que abrigam cidades que dizem ser as mais extraordinárias já construídas. São as terras do qunari--terras que olhos estrangeiros jamais viram. Apenas as estórias das três Marchas Exaltadas que combateram contra os gigantes chegaram ao sul... até a chegada de Sten.

O gigante estoico na jaula certamente foi a coisa mais estranha que as pessoas de Lothering já viram até o Flagelo iniciar.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:50 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre o Império Tevinter.

O Império é um pouco mais do que uma velha mulher desleixada e dilapidada, curvando-se no norte distante de Thedas e embriagadamente amaldiçoando transeuntes para lembrarem de sua desvanecida beleza.

Pode-se ver que Minrathous já foi o centro do mundo. Os vestígios de seu poder e talento artístico ainda sobrevivem. Mas eles estão enterrados nas camadas de sujeira que a decadência do Império acumulou ao longo das eras. A magocracia vive em elegantes torres de pedra, literalmente elevadas acima do fedor dos escravos e aldeões logo abaixo. Os arredores de Minrathous são lavados por um mar de refugiados desamparados pela guerra sem fim entre o Império e os qunari.

E mesmo assim o Império sobrevive. Seja com espada ou magia, Tevinter permanece como uma força a ser reconhecida. Minrathous já foi sitiada por homens, por qunari, pela própria Andraste, e nunca caiu.

--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:51 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Uma explicação dos Tranquilos.

Os Tranquilos são os mais incompreendidos, embora sejam os membros mais visíveis do Círculo. Toda cidade de tamanho respeitável ostenta uma loja do Círculo dos Magos, e cada uma dessas lojas é dirigida por um proprietário Tranquilo.

O nome é um termo errôneo, pois eles não são nada tranquilos; ao invés disso, eles são como objetos inanimados que falam. Se uma mesa lhe quisesse vender um canivete encantado, ela poderia se passar por uma dessas pessoas. Seus olhos são inexpressivos, suas vozes monótonas. Eles podem ser artesões incomparáveis, mas dificilmente são magos que deixam as pessoas à vontade.

--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:52 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Um relato dos qunari.

Qualquer um que viaje longe o bastante para o norte eventualmente encontrará os qunari: gigantes com pêlos brancos, pele bronzeada, uma cabeça maior que um homem, com comportamentos assustadoramente calmos e com uma espécie de faísca por trás dos olhos.

Por muito tempo as pessoas acreditaram que todos os qunari fossem machos, ou que seus homens e mulheres simplesmente fossem indistinguíveis. Não foi até a Era Abençoada que diplomatas de Rivain tiveram permissão, ainda que breve, de visitar Par Vollen, e lá descobrir que as fêmeas qunari existem em abundância e são facilmente reconhecidas. Os Rivaini dizem que os qunari têm uma certa bondade entre eles, ou pelo menos uma proeminente falta de crueldade, embora eu não tenha observado as criaturas de perto o bastante para estimar seu caráter.

--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:53 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre Alistair.

"Sabe, uma coisa boa sobre o Flagelo é como ele une as pessoas."

Alistair era um aprendiz de templário quando Duncan o recrutou para os Guardiões Cinzentos--ou o salvou, como Alistair diria.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:54 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a ganga.

A Pedra tem uma determinação que rodeia e direciona; ela guia até mesmo quando estamos obstinadamente cegos a sua influência. Mas ela não é pura. A Pedra carrega uma corrupção antiga como o equilíbrio. Para os anões prosperarem, a ganga--a pedra desgastada e instável--precisa ser lapidada. Mas assim como a Pedra, a ganga também tem uma influência. Cada um de nós tem que enfrentar isso, precisa cortar fora o pior de nós, mas a Legião dos Mortos carrega uma responsabilidade única. Apenas aqueles completamente decorados da Legião conseguem enfrentar a ganga, conseguem atravessar a escuridão que aflige a Pedra bruta. Ela nos cerca, e nós temos que protegê-la, aqui onde a escuridão encontra a luz.

--Um registro da Legião dos Mortos sem data.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:55 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Ascensão de Dumat.

As pessoas atualmente têm pouca noção das consequências do segundo pecado. Oh, acredite em mim quando eu digo que quando questionados, os devotos do Chantre amaldiçoarão o uso de magia maligna, desprezando e estalando seus dedos--mas hoje ninguém está vivo para realmente lembrar o horror que foi desencadeado há muito tempo. Sejam quais forem os registros que existiram, eles lamentavelmente não sobreviveram ao caos e ignorância que se seguiram. Temos apenas contos de sobreviventes transmitidos através de eras sombrias e o dogma do Chantre para nos instruir, e isso é realmente muito pouco.

Acredito que eu não esteja atenuando quando digo que o segundo pecado desencadeou a ruína de toda a vida em Thedas. As proles das trevas são mais virulentas do que a pior das pragas, uma força da natureza cruel que veio ao nosso mundo como um vento maléfico. Nós sabemos a partir de relatos dos últimos Flagelos (como tais invasões das proles das trevas vieram a ser chamadas--nunca existiu um nome tão apropriado) que as proles das trevas espalham doença e penúria por onde passam. A própria terra é corrompida com sua presença, e o céu estremece com nuvens negras ameaçadoras. Eu não estou exagerando, meus amigos, quando digo que uma massa concentrada de proles das trevas é um agouro de cataclismo pavoroso.

É dito que os magistrais amaldiçoados que se tornaram as primeiras proles das trevas cavaram a própria terra para encontrar conforto na escuridão das Estradas Profundas dos anões, e lá nas sombras elas multiplicaram. Seja pela criação inteligente ou por algum último vestígio de adoração em suas mentes, elas tentaram localizar os Deuses Antigos que uma vez serviram. Elas encontraram o que procuravam: Dumat, o primeiro entre os Deuses Antigos, conhecido como o Dragão do Silêncio antes do Criador aprisionar a ele e seus irmãos embaixo da terra pelo seu primeiro pecado: usurpar o lugar do Criador no coração dos homens.

O dragão adormecido despertou, livre da prisão do Criador por seus seguidores alterados, e se tornou corrompido. Dumat foi transformado no primeiro arquidemônio, com seu grande e terrível poder determinado por uma mente profana e decaída. Com a horda das proles das trevas o seguindo, Dumat se ergueu e voou para os céus novamente, trazendo ruína para o mundo que o Criador havia criado. O Deus Antigo havia se tornado o olho de uma tempestade sombria que devastaria o mundo inteiro.

--Do Contos da Destruição de Thedas, por Irmão Genitivi, estudioso do Chantre.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:56 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre aranhas gigantes.

Aranhas gigantes tendem a aparecer em ruínas antigas e em outros lugares onde o Véu ficou enfraquecido por causa de perturbações mágicas ou grande número de mortes. Em tais lugares, espíritos e demônios passam para o mundo dos vivos e tentam assumir o controle de seres vivos, entre eles as aranhas. Nem todos os estudiosos aceitam tal explicação para a presença das criaturas, no entanto. Alguns alegam que o enfraquecimento do Véu permite que a magia “vaze” do Desvanecer, corrompendo criaturas como as aranhas para transformá-las em criaturas maiores e mais letais do que naturalmente se tornariam. Embora tais aranhas sejam conhecidas por possuírem venenos poderosos e a habilidade de lançar teias nos oponentes em combate, estudos sobre elas são poucos e o número total de suas habilidades é desconhecido.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:57 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre a ascensão de Calenhad ao trono.

Com a submissão do Arl Myrddin, Calenhad iniciou sua ascensão à grandeza.

Alguns dos aliados de Myrddin também juraram fidelidade, mas a maioria o achava temerário: um jovem camponês iria comandá-los e se tornar rei? Com o passar dos anos, no entanto, Calenhad se provaria digno da confiança de Myrddin. A cada vitória, ele reunia mais homens ao seu comando e sua reputação como homem de palavra se espalhava. Eventualmente, durante sua campanha contra o bannorn da planície, ele conheceu a sua amiga e companheira mais infame, a guerreira pomposa Senhora Shayna. Calenhad casou-se com a famosamente bela filha de Myrddin, Mairyn, e sua crença determinada nos modos do Chantre tornou-se o principal elemento de sua corte. Em um tempo quando o Chantre ainda era novo para as nações e cortes que seguiam Andraste e detinham a maior parte do poder em Ferelden, Calenhad começou a solidificar a nação de acordo com as outras nações ao redor dela. Tal devoção eventualmente trouxe para Calenhad os fiéis em Ferelden que estavam esperando por um líder.

Com a Senhora Shayna ao seu lado, Calenhad não podia ser parado, e em 5:42 Exaltada, a guerra por Ferelden havia terminado em uma batalha contra as forças agrupadas de Simeon, Teyrn de Denerim e o nobre mais poderoso da nação. Calenhad persuadiu o Círculo dos Magos a ajudarem-no, bem como os Guerreiros das Cinzas, e na Batalha do Vale Branco, ele famosamente derrotou Teyrn Simeon e uniu a nação.

Durante a batalha, Simeon quase matou Calenhad, mas a Senhora Shayna interferiu e tomou o ferimento por ele, matando Simeon. Calenhad foi coroado rei em Denerim naquele ano, com Mairyn como sua rainha, mas ele passou muito dos meses que se seguiram cuidando da saúde da Senhora Shayna.

A Ferelden do rei Calenhad ficou em paz por um tempo, com o Chantre espalhando-se rapidamente sob a orientação do rei. Em todos os lugares que o rei e a rainha iam, eles eram cercados por multidões alegres. O povo aclamava Calenhad como um deles que havia alcançado o impossível, e o comércio havia sido aberto com muitas nações estrangeiras pela primeira vez na existência de Ferelden. Mas, como em muitas eras de ouro, isso não duraria.

--Do A Lenda de Calenhad, por Irmão Herren, escriba do Chantre, 8:10 Abençoada.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:58 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Sobre o Irmão Ferdinand Genitivi.

"Assim como é o dever de todos os verdadeiros filhos do Chantre fazer o Canto ser ouvido em todos os cantos do mundo, eu assumi a missão de encontrar tantos cantos do mundo quanto forem possíveis. O Criador dificilmente pode esperar que façamos um sem o outro."

--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

Irmão Genitivi é um dos estudiosos mais conhecidos do Chantre, principalmente pela base de estórias que já publicou (as quais muitos de seus contemporâneos rejeitam como fantasiosas) de suas viagens através da extensão e amplitude de Thedas.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 22:59 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Uma explicação do sistema de casta dos anãos.

Os visitantes de Orzammar devem ter em mente que as hierarquias da sociedade anã são muito mais complexas do que as nossas. É fácil insultar gravemente um homem simplesmente confundindo sua posição. Como isso pode levar a perda desnecessária de vida e membros, eu tentarei mitigar o perigo para os meus companheiros viajantes.

A sociedade de Orzammar é dividida em nobres, guerreiros, ferreiros, artesãos, mineiros, comerciantes, e criados. Agora você deve sem dúvida estar dizendo para si mesmo, “Nós temos todas essas divisões entre o nosso povo”. Essa é uma concepção errônea perigosa. Nós certamente temos nobres, artesãos, comerciantes, e essas posições são grandiosamente herdadas de nossos pais. No entanto, os filhos de nobres geralmente escolhem ser artesãos ou soldados. Os filhos de comerciantes podem se juntar ao exército, ou se tornarem criados, ou aprendizes de um artesão. É tudo livremente escolhido. Limitado, talvez, pelas circunstâncias do nascimento, mas ainda escolhido.

O que é uma questão de escolha para a maioria dos povos humanos, para os anões é inteiramente imposto pelo nascimento. Ninguém pode se tornar um ferreiro se não tiver nascido de pais da Casta Ferreira. Um criado que se casa com uma nobre nunca será um nobre, e embora suas filhas seriam nobres, seus filhos seriam criados, pois as filhas herdariam a casta de sua mãe, enquanto que os filhos herdariam a casta de seu pai.

--Do Em Busca de Conhecimento: As Viagens de Um Estudioso do Chantre, por Irmão Genitivi.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 23:01 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Uma estória das Provações.

Valos atredum. No vigésimo terceiro ano do reinado do Rei Ragnan Aeducan, um homem velho da Casta Empregada foi acusado de furtar um anel de safira de seu empregador, Lorde Dace. O criado foi despojado de sua posição; ele e sua família foram atirados na rua, e logo depois, o criado morreu.

O filho do criado desonrado desafiou Lorde Dace para uma Provação, declarando que seu pai havia sido vítima de uma injustiça cruel e que os ancestrais o testemunhariam. Lorde Dace não teve escolha e aceitou.

Na pedra sagrada dos Solos da Provação, o nobre enfrentou o filho do criado. Lorde Dace carregava uma espada criada para a sua própria mão e estava vestido com a armadura de seu bisavô. O filho do criado não tinha arma nem armadura. Quando a batalha começou, o garoto lutou como uma matilha inteira de caçadores das profundezas zangados, lançando-se sobre o espantado lorde, arrancando a espada de sua mão e estudando sua armadura com dedos despidos. O garoto levou Lorde Dace ao chão e o espancou até que ele implorasse por misericórdia.

O garoto e sua família foram reintegrados em sua posição na casa dos Dace, e a virtude do pai do garoto jamais foi questionada novamente. Os ancestrais haviam falado, e ninguém questionaria sua palavra.

--Como contado pelo Moldador Vortag.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 23:02 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
Uma discussão sobre as criaturas do Desvanecer.

Já é bastante desafiador para o observador casual dizer a diferença entre o Desvanecer e as criaturas que vivem dentro dele, quanto mais entre um tipo de espírito e outro. Na verdade, há pouca coisa que os distingue, mesmo para os magos mais astutos. Como os espíritos não são entidades físicas e portanto não estão restritos a formas identificáveis (ou até mesmo terem uma forma), ninguém pode afirmar com certeza o que está vivo e o que meramente faz parte do cenário. (Por essa razão é aconselhável ao pesquisador inexperiente saudar todos os objetos que encontrar.)

Tipicamente, nós fazemos mau uso do termo "espírito" para nos referirmos apenas as criaturas benignas, ou pelo menos aos menos malevolentes, do Desvanecer, mas na verdade todos os moradores do reino além do Véu são espíritos. Conforme o Canto da Luz denota, tudo dentro do Desvanecer é um mimetismo do nosso mundo. (Uma imitação pobre, pois os espíritos não entendem remotamente o que eles estão copiando. Não é surpresa que muito do Desvanecer pareça com um manuscrito traduzido do Tevinteriano para o Orlesiano e retraduzido novamente por iniciantes bêbados.)

No geral, os espíritos não são complexos. Ou melhor, eles não são tão complexos como os entendemos. Cada um deles se molda numa única faceta da experiência humana: Ira, fome, compaixão, esperança, etc. Tal ideia se torna sua identidade. Nós classificamos como demônios aqueles espíritos que se identificam com emoções e ideias humanas sombrias.

A forma de demônio mais fraca e comum que alguém encontra no Desvanecer é a do demônio da ira. Eles se parecem com eternas caldeiras ferventes, pois existem apenas para espalhar o ódio, embora raramente tenham um objeto para odiar. Pouco acima deles estão os demônios da fome, que pouco fazem além de comer ou tentar comer tudo que encontram, incluindo outros demônios (o que raramente conseguem). Depois vêm os demônios da preguiça. Elas são as primeiras criaturas inteligentes que alguém geralmente encontra no Desvanecer. Elas são perigosas apenas naquelas raras ocasiões em que podem ser induzidas a se levantarem e causarem dano. Demônios da ambição são mais astutos, e bem mais poderosos, e utilizam todas as formas de chantagem para induzir mortais até seus reinos: riqueza, amor, vingança, qualquer coisa que esteja próxima do coração do indivíduo. Os demônios mais poderosos já encontrados são os da soberba, talvez porque eles, dentre todos de sua raça, são os que mais se parecem com os homens.

--Do Além do Véu: Espíritos e Demônios, pelo Encantador Mirdromel.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Códice
MensagemEnviado: 02 Out 2015, 23:03 
Asmodeus, Lorde do Nono
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
01 Fev 2003, 11:28

Mensagens:
5801

Localização:
Nine Hells: 8th Level
A história dos elfos de Andraste a destruição dos Vales.

Você ouvirá contos da mulher Andraste. Os shemlen a chamam de profetisa, noiva de seu Criador. Mas nós a conhecemos como uma líder de guerra, aquele que, como nós, fora uma escrava e sonhava com a liberdade. Nós nos unimos a sua rebelião contra o Império, e nossos heróis morreram ao seu lado, sem qualquer pranto, nas fogueiras de Tevinter.

Mas nós permanecemos com os nossos então aliados até a guerra terminar. Nossa recompensa: uma terra na Orlais sulista chamada de Vales. Então iniciamos nossa Longa Caminhada até nosso novo lar.

Halamshiral, "o fim da jornada", foi nossa capital, construída fora do alcance dos humanos. Nós poderíamos novamente esquecer a incessante passagem do tempo. Nosso povo iniciou o lento processo de recuperação de cultura e tradições que havíamos perdido para a escravidão.

Mas isso não duraria. O Chantre enviou missionários aos Vales, e então, quando eles foram expulsos, templários. Fomos expulsos de Halamshiral, dispersados. Alguns se refugiaram nas cidades dos shemlen, vivendo em miséria, tolerados um pouco mais que um verme.

Nós tomamos um caminho diferente. Nós escolhemos as matas, sem nunca pararmos o bastante para atrair a atenção de nossos shemlen vizinhos. Em nosso próprio exílio forçado, nós mantemos o que restou do conhecimento e cultura élficos vivo.

"O Fim da Longa Caminhada", como contado por Gisharel, Protetora do clã Ralaferin dos Valelfos.

_________________
Projeto "Além do Pecado" para Diablo II: LoD - Total: 100%
Projeto de tradução de Baldur's Gate: Enhanced Edition - Total: 100%
Projeto de tradução de Dragon Age: Origins - Total: 100%
Projeto de campanha para NwN 2 "Cormyr: Coroa de Fogo" - Total: 22%

"Que estranho. Agora temos um cachorro e Alistair ainda é o mais burro da equipe." - Morrigan


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Mostrar mensagens anteriores:  Organizar por  
Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 248 Mensagens ]  Ir para a página Anterior  1 ... 8, 9, 10, 11, 12, 13  Próximo

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante


Você não pode criar novos tópicos neste fórum
Você não pode responder tópicos neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode enviar anexos neste fórum

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil