PROCURAR  
Hoje é 20 Out 2018, 19:40

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]




Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 181 Mensagens ]  Ir para a página Anterior  1 ... 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Próximo
Autor Mensagem
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 16 Mar 2015, 23:11 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5291

Localização:
S.Roque - SP
Sven se levanta de seu local de vigília e vai até o espadachim em passos lentos e silenciosos.

Ao se aproximar se ajoelha e diz:

- "Do outro lado do rio, tem alguém olhando para cá. Não sei ao certo se é uma criança ou um zingari, ou talvez um pequeno como nosso padre."

- "Deixe sua espada ao alcance da mão. Se alguém se aproximar irei avisar, mas pelo visto somente eu e você somos forjados na arte do combate." - Sven da uma olhada na jovem que dormia como se estivesse em uma estalagem e no padre que havia acordado mais perdido que um filhote de kuo-toa no meio de um deserto.

Sven bate no ombro de Malgath e volta para seu local de observação, mantendo o arco em uma mão e as flechas na aljava ao seu lado o mateiro fica atento a qualquer movimentação que seus olhos consigam captar.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 17 Mar 2015, 03:02 
Mefistófeles, Lorde do Oitavo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
03 Fev 2003, 17:34

Mensagens:
5486

Localização:
Nova Prata - RS
A vontade era ficar de guarda junto com Sven, mas as pálpebras do meio-elfo o lembravam que ele também teria que cuidar dos outros, incluindo do mateiro, enquanto dormissem.

Mais tarde. Enquanto isso, o florete embainhado ficava na mão esquerda de Malgath. O saque mais rápido seria necessário caso houvessem problemas.

_________________
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

"A única maneira de não cometer nenhum erro é não fazer nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."

"Não são as más ervas que sufocam o grão. É a negligência do cultivador."

- Confúcio


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 17 Mar 2015, 11:25 
Guerreiro Orc
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
25 Jul 2012, 18:51

Mensagens:
345

Localização:
Brasília/DF
[off] o padre ouviu o que o Sven falou? [/off]


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 17 Mar 2015, 12:21 
Alhoon
Offline

Data de registro:
15 Out 2002, 00:22

Mensagens:
2322
off- olha, o Neal não especificou nada, então é razoável supor que sim.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 17 Mar 2015, 13:20 
Guerreiro Orc
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
25 Jul 2012, 18:51

Mensagens:
345

Localização:
Brasília/DF
O padre houve o que o mateiro e o caçador conversaram e... perde o sono. Os pensamentos recem despertos começam a passar por sua cabeça: " ahhh merda...achei q esse protótipo de pantaneiro ia pelo menos nos fazer dormir seguros...", olha de soslaio pro Casamir.
O padre se levanta, resmungando baixo: "...é...perdi o sono. Será que tem algo pra comer?"
Passando pela mesa, em busca de algum pão velho e duro para roer, fica ao lado de Sven, enquanto resmunga sem felicidade alguma: "criança na tempestade... yey.. só falta ser as bruxa... ninguém respeita mais nada não? Sono é sagrado!"
Colocando as mãos dentro das batas, que já começavam a não cheirar bem depois da caminhada da manhã anterior nos pântanos, fingindo se aquecer, o padre busca o cabo das adagas para se sentir seguro... e com os olhos tenta ver se localiza algo na floresta.

[off] spot
1d20+5 = 9+5 = 14
[/off]


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 17 Mar 2015, 20:23 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5291

Localização:
S.Roque - SP
Sven olha para o padre ao seu lado e não entende como um clérigo havia se metido numa confusão daquela, mesmo um peregrino.

Vendo que ele tentava ver o que havia na chuva, Sven usa uma de suas flechas para indicar onde olhar.

E segue com sua vigília.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 19 Mar 2015, 16:24 
Alhoon
Offline

Data de registro:
15 Out 2002, 00:22

Mensagens:
2322
Um novo trovão, mais distante do que o anterior, corta mais uma vez o ritmo pesado da tempestade. Por outro breve instante, a região é iluminada pelo clarão branco e violento do relâmpago. Posicionados na entrada do velho templo, Sven e Saph contemplam seus espreitadores: dúzias de pequenas pessoas -- crianças ou, talvez, halfings -- espalhados pela vegetação, imóveis e taciturnos.

Tão súbita quanto em seu início, a chuva dava sinais de arrefecer. Sven estranhava o comportamento errático da chuva, mas tanto ele quanto reverendo Browntook tinham uma certeza macabra e inexplicável que aquela tormenta, por ora, mantinha os observadores afastados.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 23 Mar 2015, 14:05 
Guerreiro Orc
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
25 Jul 2012, 18:51

Mensagens:
345

Localização:
Brasília/DF
Ao ver as figuras, o padre arrega o olho e vira pra Sven: "e...e eles num se mexe não? digo, num deram sinal de ameaça não? fica só lá zoiando?"
Inquieto, o padre deixa o pedaço de pão velho na mesa ...e percebendo que não ia conseguir dormir, sugere ao caçador: "quer ir deitar? Eu fico aqui um poco... Grand'mãe sabe que num vô dormi cum esse povo aí zoiando..." e já esperando a reação do mateiro, completa "e relaxa.. o padre consegue gritar se vir qq coisa.. só espera a chuva cabá pra vê se eles vai fazê algo e vai descansá..."


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 24 Mar 2015, 00:46 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5291

Localização:
S.Roque - SP
Sven nunca foi um grande leitor de pessoas, para ele era muito mais fácil entender um ramo quebrado do que olhar, mas naquele caso o padre era quase transparente em sua preocupação.

E aquilo era bom.

- "Era um só, agora parece que estão brotando do chão. Mas estão quietos, como se esperassem por algo."

- "Vamos esperar a chuva parar, e ficar a postos. Não sei se dormir é uma opção por aqui."

Sven para de falar por um momento e depois completa

- "Se a coisa piorar e eles avançarem, se um jeito de jogar um galho da fogueira perto da entrada para iluminar. Normalmente fogo sempre é bom para espantar."

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 24 Mar 2015, 10:22 
Guerreiro Orc
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
25 Jul 2012, 18:51

Mensagens:
345

Localização:
Brasília/DF
O padre concorda com um movimento de cabeça, enquanto encara a escuridão...
sentando em uma cadeira, o padre procura lenha para a fogueira, para caso seja necessário..


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 26 Mar 2015, 16:11 
Alhoon
Offline

Data de registro:
15 Out 2002, 00:22

Mensagens:
2322
O mais próximo de uma cadeira que Saph encontrara para se acomodar foi uma pilastra semi derrubada. Nenhum substituto para a lenha parecia particularmente visível, entretanto. A vegetação local era úmida e rasteira, composta basicamente de musgo e plantas trepadeiras.

A chuva continuou a ceder por longos e tensos minutos, coincidindo com o raiar de um dia nublado. Para o maior sossego -- ou preocupação -- do padre e do mateiro, a pouca iluminação da alvorada não acusava mais a presença de ninguém na outra margem e fazia pouco para aquecer ou mesmo iluminar o interior do templo.

Em certo momento, Sven teve a certeza de ter observado algo se movendo por entre o manto de nuvens, distante nos céus. O vulto, contudo, havia sido parcialmente encoberto pela região cega do rosto queimado do caçador.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 26 Mar 2015, 22:26 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5291

Localização:
S.Roque - SP
Sven se levanta, sentindo o cansaço de ter passado a noite em claro e a sensação atemporal de não saber se realmente havia passado tempo o suficiente para raiar o dia ou seja a noite havia sido curta demais.

- "Oque.. ? Tem algo voando.. "

- "Já basta aqueles espreitadores pela noite. Vou deixar esse bicho para prestar atenção durante o dia, se voltar a aparecer."

Sven se espreguiça, sentindo as juntas estalarem de leve pela posição ruim que passou a noite.

- "Vamos acordando. Apesar de ser agradável ficar aqui, já é hora de irmos."

O tom de voz do mateiro era o suficiente para acordar aqueles que dormiam, mas sem causar tanto alarde.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 26 Mar 2015, 23:09 
Alhoon
Offline

Data de registro:
15 Out 2002, 00:22

Mensagens:
2322
Apenas após ser levemente sacudida, Melissa acorda de um sonho errático: ela e o trio estavam na pequena embarcação de Casimir, junto com o mesmo e a bruxa dos pântanos, acorrentada com pesados grilhões na proa. Por baixo de seu manto embolorado, a conjuradora encarava Hawthrone com um sorriso torto e obtuso, uma mistura de inveja, astúcia... e fome. Sua gargalhada explodiu por seus velhos lábios, revelando os dentes amarelos e afiados. Assustada, a espiã acorda, o riso mesclando-se em sua mente com a voz de Sven.

Escorado em uma pequena pilastra, Malgath percebe que a ferida criara uma pequena crosta branca durante a noite e, apesar da dor residual, incomodava-o bem menos.

off - Cura mais 2, Stephan.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 04 Abr 2015, 16:39 
Dragão Cobre
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
16 Fev 2003, 15:23

Mensagens:
2651

Localização:
Belo Horizonte - MG
Melissa acordou assustada, mas tentou disfarçar. Olhando ao seu redor, viu que o clima do quarto não era tão pacífico quanto esperava. De qualquer maneira, ela estava descansada e se sentia bem, o que era essencial para o que é que estivesse adiante do grupo.

Após se levantar, ela perguntou para seus companheiros:

- Correu tudo bem durante a noite?

Embora ela tivesse um pouco de receio da resposta, sabia que, na pior das hipóteses, o pior já tinha passado.

_________________
"Deixa lá dizer Pascal que o homem é um caniço pensante. Não; é uma errata pensante, isso sim. Cada estação da vida é uma edição que corrige a anterior, e que será corrigida também, até a edição definitiva, que o editor dá de graça aos vermes."
- Memórias Póstumas de Brás Cubas


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 06 Abr 2015, 22:51 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5291

Localização:
S.Roque - SP
Sven olha para Melissa, que mesmo descabela ainda mantinha o ar de beleza e diz:

- "Na medida do possível sim, alguns moleques olhando para cá do mato e nada mais. Pelo menos eu espero que tenham sido moleques."

- "Melhor nem falar da coisa que eu acho que saiu voando.".

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 07 Abr 2015, 19:19 
Guerreiro Orc
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
25 Jul 2012, 18:51

Mensagens:
345

Localização:
Brasília/DF
O padre vai para a beirada do casebre, tentando usar a água da chuva que ainda pingava das telhas para molhar seu rosto, enquanto interrompe Sven:

"Moleques... sei.. " virando-se para Melissa, completa: "você perdeu uma noite de mau-agouro...deve de ser as amigas da véia ali..." apontando para bruxa no canto

Voltando-se para Melissa, sugere: "acho que ocê devia de repensar aquela minha oferta de benção" e um sorriso com segundas intenções surge no rosto do Padre


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 11 Abr 2015, 15:31 
Alhoon
Offline

Data de registro:
15 Out 2002, 00:22

Mensagens:
2322
Conforme a luz matinal invadia as frestas e buracos na estrutura de pedra em que o grupo se encontrava, ficava claro que Casimir e a bruxa não mais se encontravam ali.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 12 Abr 2015, 19:43 
Mefistófeles, Lorde do Oitavo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
03 Fev 2003, 17:34

Mensagens:
5486

Localização:
Nova Prata - RS
O meio-elfo precisa se segurar para não coçar a crosta que surgiu no lugar do seu ferimento. A melhor técnica era coçar em volta... especialmente num ambiente imundo e desconhecido, onde poderia pegar uma infecção ou algo pior.

[Malgath] Estamos sozinhos, então? Todos com seus pertences?

O espadachim termina a frase verificando, principalmente, suas armas.

_________________
"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros."

"A única maneira de não cometer nenhum erro é não fazer nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."

"Não são as más ervas que sufocam o grão. É a negligência do cultivador."

- Confúcio


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 12 Abr 2015, 23:13 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5291

Localização:
S.Roque - SP
Sven olha ao redor, e não encontrando o careca tem um misto de raiva e ... raiva.

- "Careca maldito, filho de gnoll... "

Sven caminha de um lado para o outro, demonstrando uma visível insatisfação com a situação, parte por ter sido deixado para trás pelo responsável em leva-los até o conclave das bruxas e parte por ter passado a noite de guarda e não ter visto aquele maldito sair.

Bem verdade, a segunda parte de sua frustração era muito maior que a primeira.

Tateando seu pertences ele responde.

- "Estou com tudo aqui. Aquele maldito ainda vai fazer alguma burrada com aquela bruxa, e pelo visto perdemos nosso transporte."

Sven para um momento e olha para o grupo.

"A não ser que o barco ainda esteja por lá. Juntem tudo, vamos rápido até o ancoradouro."

O mateiro junta suas coisas apressadamente e vai até a porta olhando somente para ver se o restante do grupo estava se movendo para acompanha-lo, e segue em direção a doca

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: [Ato II] Vila nos Pântanos
MensagemEnviado: 13 Abr 2015, 13:27 
Guerreiro Orc
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
25 Jul 2012, 18:51

Mensagens:
345

Localização:
Brasília/DF
"Uai...quando que us dois sumiram?" o padre indaga para si mesmo e para Sven, enquanto pega suas coisas e se apressa atrás do caçador, enquanto pensa: "e como vamos chegar no conclave sem ele? aiaiai... isso ta ficando cada vez mais complicado"


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Mostrar mensagens anteriores:  Organizar por  
Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 181 Mensagens ]  Ir para a página Anterior  1 ... 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Próximo

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante


Você não pode criar novos tópicos neste fórum
Você não pode responder tópicos neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode enviar anexos neste fórum

Procurar por:
Ir para:  
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil