PROCURAR  
Hoje é 16 Dez 2018, 17:23

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]




Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 39 Mensagens ]  Ir para a página Anterior  1, 2
Autor Mensagem
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 19 Set 2012, 21:13 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
Johnni olha para Dovah e levanta sua sombrancelha num sinal sarcastico.

- Caro senhor, será um grande prazer viajar em vosso barco. E sim, aceito tua oferta de trabalho. E como o senhor, nós também somos como poucos, enfrentamos a difícil arte de viver ser temer. Praticamente um ofício.

E assim Johnnie entra no barco

Em momento oportuno, Johnnie fala com Dovah:

- Caro Dovah, realmente estou muito contente em poder conversar com alguém durante uma aventura. De onde vocë vem? Diga-me, tens famíla?

Johnnie mostra-se interessado em conhecer este distinto Draconato, mesmo porque, sabe pouco sobre os costumes deste povo. É sempre bom conhecer os costumes de uma raça. Especiamente para Johnnie.

- Sabe, Dovah, meus caminhos solitários me forjaram. Muitas vezes me vejo com dificuldades em me manter num grupo. Espero que com o temo, você me entenda.

- Ah! Sim, se amanha eu acordar...digamos..um pouco indisposto. Não se preocupe. Pode ser enjoo do barco...heheheeh..


off: Comprei 5 dias de ração. Não pretendo consumir no barco, mas manterei como reserva.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 20 Set 2012, 01:06 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
02 Ago 2012, 11:37

Mensagens:
142
- Parece um troca e preocupação justa.

Dovah se entre olha com Johnnie, curiosamente sem se importar com as exigências do marinheiro. Logo se acomodando em algum local da embarcação.
Ele começa até escrever algumas letras ou poemas, mas ainda não tinha se decidido, apenas queria matar algum tempo. Talvez alguém para conversar...

- Ahhh, diga o mesmo rapaz. Quantas perguntas...

O draconato parecia um tanto receoso em responder a primeira vista, mas logo soltou um suspiro e começou a responder as perguntas.

- Estou bem longe de casa, Johnnie, a mais tempo que gostaria também. Cantando por aqui, recitando por ali, vendendo minha espada por algumas peças de ouro, mas não minha moral, talvez tenha sido isso que me tirou dos Dragões Púrpuras...

- Esqueça essa ultima parte, isso não importa mais mesmo, talvez eu seja rato de rua demais para meu bem as vezes. Mas hey, eu o que sou no fundo, para você ter um ideia eu aprendi nomes de bebidas antes da maioria das pessoas aprender a falar "mamãe" e "papai"....


O bardo se aproxima do meio-elfo, de forma como fosse confidenciar algo terrível, fazendo uma expressão que só poderia se descrita como "cômica e exagerada".

- Não conta para ninguém, mas eu aprendi a ler com o "A Luxúria da Condessa Luna", a versão original, aaaaaaaaaaaquela versão original.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 20 Set 2012, 22:43 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
Johnnie arregala os olhos.

- Uhnnnn... Dragões Purpuras!!

E fica um pouco pensativo...

- Me parece importante. Por acaso são aqueles mercenários que protegem Baldur's Gate? Ou seria Waterdeep?....Não lembro. Mas deve ser importante.

- Agora, me desculpa, quanto a essa Condessa, não me lembro dela.

- Então. Venho também sobrevivendo ajudando os mais necessitados. Aqui e ali, é fácil encontrar um grupo de goblins, outro de bugbear, bandidos, guildas...bem na maioia das vezes é a guilda que nos encontra mas não importa, há sempre algum trabalho honroso até mesmo onde menos esperado. [bluff].

- Costumo ficar bons meses no campo. Gosto da vida erma. Mas quando me dou conta, logo estou correndo para uma cidade. Desta vez foi até rápido demais. Não esperava encontrar algo importante como esta missão tão rápido.


E colocando seu bastão encostado entre dois barris, continua.

-Ah! caro dragão... algo me diz que você vai ter que aperfeiçoar suas habilidades poéticas para criar novas canções. Vamos ver goblin miar! AHHHHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAH!!!!!

Johnnie pode ter muitos defeitos, mas pessimista, claramente não é. Não hoje.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 23 Set 2012, 11:26 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5295

Localização:
S.Roque - SP
[bluff de johnny : teste secreto]

O barco de Devon parte ainda pela manhã, se aproveitando os ventos e das correntes maritimas este segue com velocidade pela costa. Os tripulantes conseguem ver a costa a longe, tingida de azul pela distancia.

As primeiras horas são um tanto incomodas para Johnny e Dovahkiin, o balanço do navio é violento e inconstante, mas isso passa assim que chega a hora do almoço, aparentemente eles haviam entrado em uma corrente o navio seguia mais manso.

O almoço é simples, peixe salgado com queijo duro e carangueijos, regado a vinho escuro e forte, não é dos melhores, mas ainda assim é vinho.

A tarde é tranquila e no meio da tarde todos podem ver a foz do rio cinzento. Devon controla o navio para realizar a entrada contra a corrente, enchendo as velas de ar e usando o vento para correr contra a correnteza. Todos notam que a velocidade do barco foi reduzida consideravelmente, mas ele ainda avança.

O capitão olha para o grupo e diz:

- "Agora nos dependemos do vento, se não ventar lançaremos ancora para não sermos levados de volta para o mar." - e olhando para Johnny e Dovah completa - "E agora os dois podem abrir bem os olhos e os ouvidos, no mar não temos problemas, mas no rio sim. Olhem bem para as margens, deixem as armas próximas e fiquem atentos. Espero não ter problemas, mas ser precavido é um atributo importante para quem quer se manter vivo"

Para sorte de todos, o vento se manteve durante o final da tarde e o inicio da noite, Devan se mantem acordado e levando o navio até a quase de madrugada, quando lança a ancora e diz:

- "Falco fale com seus homens e façam a vigilia, Johnny e Dovahkiin, vocês tambem. Qualquer problema toquem o sino da proa"

Felizmente para todos a noite passa sem problemas, as noticias indicavam que os problemas eram mais acima do rio.

Pela manhã Devan se levanta, e todos tem pão frito com ovas e um vinho claro e temperado, muito mais leve que o vinho do dia anterior, para acompanhar.

[Wild Soul : 1D10 = 1 : Acid]

[off: Dandan por favor, fique a vontade para descrever a bela manhã de Johnny]

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 23 Set 2012, 18:15 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
Johnnie acorda. O gosto amargo do vinho ainda em sua boca. Seca e salgada. "Ah essa maresia. Estou enjoado".

Ao levantar ele já nota o rosto assustado de alguns marinheiros ao vê-lo. "Já vi rostos assim. Normalmente acontece quando acordo de ressaca. Impressionante".

Ao agachar para pegar a água de uma bacia para poder lavar o rosto, Johnnie vê seu replexo na agua suja. "E por falar em água e vinho..."

As orelhas ainda estavam ponteagudas, mas longe de ser tão belas como as de ontem. Os dentes afiados e saltando de sua boa. Não havia como escondê-los. O Mieo-Orc acordou.

Imagem

Mas o aparência era o menor de seus problemas. Suas roupas estavam bem diferentes daquelas que vestia ontem. Não eram mais extravagantes, nem vermelhas mas sujas, e simples.

Johnnie não se importava se as crianças corriam quando o viam chegando, o problema era quando os pais achavam que eu vinha para comer as criancinhas.

'Pior que nesse barco, não tem como passar desapercebido, droga. Vou ter que ficar me explicando. Odeio explicar o que é obvio. Se encherem muito meu saco eu pulo na agua e nado atá as margens, não esta tão longe."

"Ahhhhhh. Que se dane. Estou com fome. Vou comer."

Assim, Johnnie caminha para a mesa do desjejum.

Ele vê Dovah.

- Bom dia.

Senta e aguarda as perguntas.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 23 Set 2012, 21:47 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
02 Ago 2012, 11:37

Mensagens:
142
- Guilda? Que seja, teremos tempo para conversar meu amigo.

Dovah parecia com orgulho ferido por Johnnie não ter reconhecido sua antiga filiação, mas não deixava de ficar satisfeitos com o fato de ter encontrar um aventureiro que compartilhava coisas em comum, como vinho e mulheres, alem de socar goblins.

O draconato ajudava como podia nos afazeres da embarcação, ficar parada era um conceito quase alienígena para ele, mesmo com estomago reclamando devido a balanço constante. Um enjoo não iria fazer ele ficar de corpo mole.

A comida era simples e vinho forte, mas comparado com o almoço do regimento ou algumas refeições que fizera em sua andanças ainda era melhor, talvez estivesse apreciando mais se seu estomago não estivesse tão sensível devido aquele vinho vilanesco...

O bardo fazia (no possível) seus hábitos matinais, lavando a escamas do rosto e desenrolando a "juba" que possui-a, limpava a s presas e alinhava a roupa, alem de verificar os equipamentos para logo em seguida partir em busca do colega, nunca se sabe se uma criatura aquática pode o pegar desprevenido e o arrastar em silêncio para a fria profundezas aquáticas...

O Dovah não continua a surpresa e curiosidade ao ver um meio-orc, que juraria não ter vista naquele barco, se dirigindo a ele.

- Bom dia. Não me ache mal educado, mas quem é você? Eu não me lembro de te-lo visto antes, senhor.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 24 Set 2012, 14:08 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
Johnnie. Meu nome é Johnnie


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 25 Set 2012, 12:46 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
02 Ago 2012, 11:37

Mensagens:
142
- Curioso, eu conheço alguem com esse nome. Mas não é você.

O draconato parecia aborrecido e com cara de "cedo demais para essa porcaria".

- Então, "Johnnie". O que estava fazendo aqui?


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 25 Set 2012, 20:57 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
- Protegendo o barco. Enquanto subo o rio até Águas Ruidosas.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 26 Set 2012, 13:32 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
02 Ago 2012, 11:37

Mensagens:
142
"Quantas coincidência..."

O draconato não deixava de contemplar a estranheza de toda aquela situação, mas dava ombos no final das contas, talvez o primeiro Johnnie estivesse em algum outro lugar no barco. Talvez acompanhado, não era da conta dele.

- Que seja, então interessado em uma partida de poker? Não tem muita coisa para fazer para matar o tempo "Johnnie"?


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 26 Set 2012, 14:22 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5295

Localização:
S.Roque - SP
Usando o vento a seu favor, o barco avança correnteza acima, chegando próximo ao Vau da Adaga ainda pela manhã. O barco se aproxima da margem e graças ao seu calado chato o encontro com o primeiro banco de areia resulta somente em um tranco seguindo de um som de arranhar.

Devon se move pelo convés, ignorando a presença de todos. Sua preocupação era baixar a vela e fazer as amarras para que o barco não fosse arrastado.

O outro grupo que acompanhou Johnny e Dovahkiin aparece, já equipado e com as mochilas nas costas.

Enquanto Paduk e Garrik descem os pertences a terra, evitando molha-los, Falco e Philip se aproximam e Falco se adianta dizendo

- “Bem Dovah, deixamos você rumo a Águas Ruidosas e iremos seguir nosso caminho. Ainda espero ouvir canções sobre seus feitos, e se possível, cantadas por você

Philip porem, havia parado um passa atrás de Falco, e observava o meio orc sentado próximo a eles. O humano da dois passos a frente, atento aos movimentos do meio orc e diz:

- “Quem é você? Não estava na viagem conosco de Água Profundas até aqui e com certeza não subiu a bordo agora

Falco vira a cabeça e nota o meio orc sentado, o halflings mantem o sorriso no rosto, mas seus olhos agora analisavam a situação.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 26 Set 2012, 21:53 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
OFF: Brizio, lendo os posts anteriores, vejo que eu fui o último a tocar na carta. Estou considerando que a carta esta comigo. Se não for isso, avise que reescrevo este post.

#############################################################

" Estava demorando. O que esse cara tem a ver com isso? Porque sempre tem alguém que não sabe cuidar somente de sua própria vida"

Jonny levanta. Olha para Philip, termina de beber em um gole seu vinho claro e temperado enquanto busca algo em um dos bolsos. Caminha despretensiosamente em direção a Philip, e na sua frente, saca uma carta e a entrega ao humano.

"Se eu parar para explicar quem sou realmente, pode piorar."

- Estou protegendo o barco até lá. Meu xará e amigo, Johnnie, me convidou. Você deve ser Philip, e você... Falco, certo? Querem ajuda para desembarcar?

#############################################################


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 28 Set 2012, 18:44 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5295

Localização:
S.Roque - SP
Philip não chega a pegar a carta, mas percebe que se trata da mesma carta que eles tinham. Mesmo tecido, mesma cera.

- "Certo, então o meio elfo já tinha alguem com ele e não falou nada, que seja, não é problema meu. Não se preocupe quanto a nossa carga, é pouca, eles já estão terminando"

E se virando para Dovahkiin diz:

- "Espero ouvir boas novas de vocês em Águas Ruidosas"

Dovahkiin não pode deixar de perceber que o meio orc Johnnie tem em suas mãos a carta que estava com o meio elfo Johnny, algo no minimo curioso.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 28 Set 2012, 22:48 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
Após a partida de Falco e Philip, Johnny volta-se para Dovah.

- Não sei se teremos tempo para jogatinas.

"Onde esta aquele outro Halfling?"

Johnny levanta seu capuz e busca o halfiling com o canto dos olhos, tentando não ser notado pelo mesmo.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 28 Set 2012, 23:51 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
02 Ago 2012, 11:37

Mensagens:
142
Dovahkiin não deixava de ficar intrigado com o que havia visto.

"Por Tempus, o que diabos esta acontecendo? Isso é quase um romance de mistério ruim que li uma vez..."

Mas o draconato esperaria para confrontar o novo Johnnie sobre o destino do velho Johnnie quando fosse mais adequado, os problemas de uma vila com goblins não pareciam o suficiente para ele na visão dos deuses aparentemente.

- Creio que não Johnnie, criou que não.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 01 Out 2012, 14:02 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5295

Localização:
S.Roque - SP
Johnnie olha para Falco enquanto ele caminha pelo convés, ele retorna ao grupo e conversa com eles sobre algo. O grupo termina de descarregar seus pertences e somente Garrick, o humano de poucas palavras retorna a bordo, indo em direção ao capitão Devon.

O humano fala algumas poucas palavras, e entrega uma pequena bolsa ao capitão, aparentemente um pagamento pelos serviços.

Após isso Devon volta a colocar vento nas velas, e o barco volta a subir o rio.

Johnnie se mantem com o capuz, próximos a algumas caixas tentando, de maneira discreta, se manter oculto dos olhares do capitão e da tripulação.

Dovah, que já achava estranha a aparição do meio-orc homônimo ao meio-elfo, considera esta situação ainda mais estranha.

O inicio da manhã se mantem tranquilo, o bom vento ajuda o avanço do barco.

Dovah aproveitava a brisa do rio, que era refrescante e adocicada, bem diferente da brisa da maresia, para escrever alguns versos enquanto olhava para margem. Enquanto que na popa, sentado próximo ao beiral se encontrava um taciturno Johnnie, olhando o avanço do barco e esperando que a viagem terminasse o quanto antes.

Porem algo chama a atenção de ambos os viajantes, e obviamente, do capitão Devon.

Uma pequena vila parecia se estender da margem até quase metade do rio, pequenas casas com pontes entre elas e halflings andando apressadamente sobre elas, entrando nestas casas e aqueles que se encontram em terra firme se dirigem para carroções puxados por bois.

- “Reduzir velas, para estibordo, reduzam a velocidade!” – grita Devon para os três aprendizes de marujo que o acompanhavam na viagem.

Tanto Johnnie quanto Dovah, com a redução da distância, conseguem ver melhor que a vila se trata na verdade de um pequeno conjunto de balsas, canoas e jangadas, todas interligadas por pontes, cabos e amarras. Parecia uma pequena comunidade flutuante, sendo puxada por uma série de bois que ficam na margem.

A velocidade do conjunto não é tão alta, mas o fato de não depender de vento ajudava-os na mobilidade.

Devon se vira para Dovahkiin e diz:

- “Teremos poucos espaço para passar, fique longe do beiral, espero não acertar uma lateral de balsa” – após dizer estas palavras em alto e bom tom, ele olha para Johnnie, que se mantinha em silêncio ao fundo do navio.

Graças a habilidade de Devon, o barco passa pela comunidade de halflings sem tocar em nada, mas mesmo com as velas sendo colocadas em posição novamente, o barco lutava contra a correnteza para seguir seu caminho.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 01 Out 2012, 20:18 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
15 Mai 2010, 19:41

Mensagens:
127

Localização:
Santo André-SP
"Estranho. Porque esses halflings estão tão inquietos. Acho que viram algo que nós não."

Johnny se levanta e se aproxima da beirada do barco. Aperta a vista e tenta ver.

[Perception]


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 02 Out 2012, 23:02 
Mephit
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
02 Ago 2012, 11:37

Mensagens:
142
Dovah não deixava de sentir pesar ao ver a partida do colegas de festança, mas agora tinha mais um motivação para voltar, ele se despedia silenciosamente.
O dia continua vem incidentes, exceto a estranha presença do meio-orc, havia algo que não se encaixava na historia, provavelmente ela toda, da onde ele havia saído? Literalmente do ar?
Ele aproveitava a brisa fresca e suas anotações para tentar enterrar essa duvidas, ele realmente não gostava de desconfiar de pessoas, mas estava ficando difícil a cada minuto.
O draconato começou a cantarolar o refrão da música que compôs, ainda incompleta, mas era uma boa distração no final das contas.

"...Oh the river is wide
The river it touches my life like the waves on the sand
And all roads lead to Tranquillity Base
Where the frown on my face disappears
Take me down to my boat on the river
I need to go down, won't you let me go down
Take me back to my boat on the river
And I won't cry out anymore
And I won't cry out anymore
And I won't cry out anymore..."


Ao perceber a aproximação da Vila, Dovah não deixou de notar a agitação local e a apreensão do capitão com o possível choque.

- Hey, eu confio no meu capitão, Devon. Mas me diga é normal esse tipo de vila flutuante? Aqueles halfling não pareciam maio agitados demais? Ou foi apenas impressão minha?"

Off.: Bônus points para quem saber daonde eu tirei essa música. E desculpa pela demora, mas meu horário de trabalho ta pra lá de maluco ate o dia 10...


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Assunto do Tópico: Re: Galantes e Dançantes
MensagemEnviado: 05 Out 2012, 23:12 
Baalzebul, Lorde do Sétimo
Avatar de usuário
Offline

Data de registro:
04 Dez 2002, 01:19

Mensagens:
5295

Localização:
S.Roque - SP
[Johnnie Perception: 1D10+1 = 10+1 = 11]

Johnnie olha a frente, tentando achar algo que justifique a agitação dos halflings, mas nada lhe salta aos olhos. Aparentemente tudo esta normal.

Neste interim Devon responde a pergunta de Dovah:

- “Esta vila flutuante eu já havia visto, existem poucas, somente esta neste rio. E a atitude destes halflings é muito suspeita, aconteceu alguma coisa para eles agirem desta maneira, devemos ficar atentos.

O barco havia conseguido ultrapassar a vila flutuante quando um som é ouvido a frente, vindo do meio das árvores

tum.... Tum..... TUM

Logo depois um silvo continuo de algo raspando... e ao final todos veem uma série de troncos rolando para dentro rio e sendo levados pela correnteza em direção ao barco e a vila flutuando.

Devon grita ordens para todos, os marujos correm de um lado para outro, Dovahkiin quase é derrubado por um deles que tenta a todo custo erguer a vela secundária. Pela quantidade de toras que estavam descendo o rio, a chance do barco resistir eram minimas, suas vidas estavam nas mãos do capitão.

As coisas acontecem muito rápido aos olhos dos aventureiros, o barco ultrapassa a vila graças a vela auxiliar e vai em direção a margem direita do rio, tentando desviar da maioria dos troncos, e acaba se chocando com um banco de areia, ficando travado, o impacto acaba por jogar todos na murada.

O instante seguinte é aquele momento onde não há som, como se o tempo parasse, Dovahkiin e Johnnie veem os olhos de Devon arregalar e o silencio se quebra ao som do choque dos troncos com a lateral do barco, terminando de coloca-lo no banco de areia.

Dovahkkin e Johnnie sentem o chão sair de seus pés, apenas para senti-lo novamente com todo seu corpo, mas por sorte tratava-se de areia fofa. Eles e um dos marujos haviam sido arremessados para fora do navio.

O marujo rola para dentro da água e nada em direção ao navio, como se sua função ainda não tivesse acabado em meio aquele caos.

Ambos se erguem a tempo de ver um anão e um humano se aproximando, surpresos pelo voo realizado por eles.

Mas tudo aquilo ainda parecia não ser o suficiente para dia dos aventureiros

[Continua no tópico "As margens do Caos"]

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Mostrar mensagens anteriores:  Organizar por  
Criar novo tópico Este tópico está trancado, você não pode editar mensagens ou enviar respostas.  [ 39 Mensagens ]  Ir para a página Anterior  1, 2

Todos os Horários estão como UTC - 3 horas [ DST ]


Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 0 visitantes


Você não pode criar novos tópicos neste fórum
Você não pode responder tópicos neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode enviar anexos neste fórum

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil